Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

From my kitchen, with love

Experimentar, (a)provar e partilhar

From my kitchen, with love

Experimentar, (a)provar e partilhar

Bolonhesa de Soja

Confesso que a minha amizade com a soja é recente, ouvia falar, e achava que não era como diziam "igual a carne", até que no Verão passado resolvi fazer uma desintoxicação de produtos de origem animal que tinha visto no Dr. Oz, durante 21 dias não poderia ingerir qualquer produto de origem animal. Foi assim que comprei uma embalagem de soja, para substituir as proteínas que ingerimos na carne, e comecei a investigar formas de a confecionar, percebi então que uma vez hidratada (colocada em água) se confeciona exactamente da mesma forma que se confeciona um prato de carne. A partir dessa altura consumo soja regularmente em substituição da carne, é fácil, mais saudável e barato.


Ingredientes:

- 1 cebola pequena
- 2 dentes de alho
- 1 folha de louro
- 2 colheres sopa de azeite
- 100gr de soja granulada
- 1 tomate pequeno maduro
- 3 a 4 colheres sopa de polpa de tomate
- pimenta q.b.
- pimentão doce q.b.
- sal q.b.

Preparação:

Coloca-se a soja numa tigela e cobre-se com água fria cerca de 10 minutos, até ter absorvido toda a água, escorre-se o excesso de água e reserva-se. Num tacho refoga-se a cebola e o alho picados finamente, a folha de louro, o azeite e o tomate limpo. Deixa-se refogar durante 2 ou 3 minutos e acrescenta-se a soja, a polpa de tomate, uma pitada de sal, pimenta e pimentão doce, mexe-se tudo muito bem e deixa-se cozinhar em lume brando, com tampa durante cerca de 20 a 30 minutos. Vá mexendo e verificando se o cozinhado mantém algum molho, se for necessário acrescente um pouco de água quente, mas normalmente se o lume estiver no mínimo e o tacho estiver tapado não é necessário acrescentar mais liquido. Sirva com esparguete cozido.



Esta é a receita de bolonhesa simples, um dia destes coloco outra com legumes e cogumelos que fica igualmente deliciosa :) 































































Who?

Cresci entre tachos e panelas. Todas as manhãs era acordada com o cheiro dos doces e salgados que saiam da cozinha da minha mãe...encomendas e mais encomendas! De todas as coisas, só havia uma que eu queria sempre: as empadas de galinha. Não existem no mundo empadas melhores que as da minha mãe. E sim, tenho a receita...mas não, não ficam iguais! Não me imagino uma cozinheira a tempo inteiro, de todo! Mas adoro cozinhar...e adoro comer, claro! Últimamente mais consiente das escolhas que faço em relação aos ingredientes e à forma de os confecionar, tenho descoberto verdadeiras maravilhas, tão simples e tão boas! Espero que vos possa inspirar :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Look @